Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Orortografia

Mal = contrário de Bem

Mau = contrário de Boma)    MAU é um adjetivo e se opõe a BOM:

“Ele é um mau profissional.” (x bom profissional);
“Ele está de mau humor.” (x bom humor);
“Ele é um mau-caráter.” (x bom caráter);
“Tem medo do lobo mau.” (x lobo bom);

b)    MAL pode ser:

1.    advérbio (=opõe-se a BEM):


“Ele está trabalhando mal.” (x trabalhando bem);
“Ele foi mal treinado.” (x bem treinado);
“Ele está sempre mal-humorado.” (x bem-humorado);
“A criança se comportou muito mal.” (x se comportou muito bem);

1. O uso do mas (substitua-o por entretanto, porém).
Ex.: Ela disse que compraria o livro, mas ela não o fez.
2. Más é o feminino de maus; significa perversas, ruins, de conseqüências ruins.
Ex.: São pessoas más, vingativas, perigosas. A garota trazia más lembranças daquele tempo.
3. Mais é o antônimo de menos.
Ex.: Quanto mais vejo a indignação do povo, mais tenho esperança no Brasil.
Mais servira se não fora para tão longo amor tão curta a vida. (Camões – Sete anos de pastor)


A acentuação gráfica consiste na aplicação de certos sinais escritos sobre determinadas letras para representar o que foi estipulado pelas regras de acentuação do idioma. Entre estes sinais estão os diversos acentos gráficos, além do restante dos diacríticos, como o trema, por exemplo.
  • o acento agudo ( ´ ) - colocado sobre as letras a, i, o e sobre o e do grupo em, indica que essas letras representam as vogais tónicas / tônicas da palavra: carcará, caí, armazém. Sobre as letras e e o, indica, além de tonicidade, timbre aberto: lépido, céu, tóxico.
  • o acento circunflexo ( ^ ) - colocado sobre as letras a, e e o, indica, além de tonicidade, timbre fechado: lâmpada, pêssego, supôs, Atlântico.
  •  
  • o til ( ~ ) - indica que as letras a e o representam vogais nasais: alemã, órgão, portão, expõe, corações, ímã 
  •  
  • o acento grave ( ` ) - indica a ocorrência da fusão da preposição a com os artigos a e as, com os pronomes demonstrativos a e as e com a letra a inicial dos pronomes aquele, aquela, aqueles, aquelas, aquilo: à, às, àquele, àquilo.
OBS: Quando seguidas de m ou n, as letras a, e, o representam vogais nasais, comummente/comumente fechadas, recebem acento circunflexo, e não agudo. Ex: câmara, ânus. A única exceção ocorre nas terminações -em, -ens em que se usa acento agudo [porém, contém, provém, parabéns], a não ser nas formas da 3ª pessoa do plural, quando passa a usar o circunflexo.
OBS: Há palavras em que o uso do acento agudo ou circunflexo pode ser escolhido pelo escritor como: Abdómen/Abdômen, Cómico/Cômico, Fénix/Fênix, Fónico/Fônico, Gémeo/Gêmeo, Pónei/Pônei, Tónico/Tônico, Vólei/Vôlei.
As regras de acentuação gráfica procuram reservar os acentos para as palavras que se enquadram nos padrões prosódicos menos comuns da língua portuguesa. Disso, resultam as seguintes regras básicas:
  • monossílabos tônicos - são acentuados os terminados em:
    • a, as: pá, vá, gás, Brás, cá, má.
    • e, es: pé, fé, mês, três, crê.
    • o, os: só, xô, nós, pôs, nó, pó, só.
  • oxítonas - Têm a última sílaba tônica. São acentuadas as que terminam em:
    • a, as: Pará, vatapá, estás, irás, cajá.
    • e, es: você, café, Urupês, jacarés.
    • o, os: jiló, avó, avô, retrós, supôs, paletó, cipó, mocotó.
    • em, ens: alguém, armazéns, vintém, parabéns, também, ninguém.
  • paroxítonas - Têm a penúltima sílaba tônica. São acentuadas todas as que não terminam em em, ens, a(s), e(s), o(s); a regra é oposta à de acentuação para oxítonas. Portanto, as terminadas em:
    • i, is: táxi, beribéri, lápis, grátis, júri.
    • u, us, um, uns, on, ons: vírus, bónus/bônus, álbum, parabélum, álbuns, parabéluns, nêutron, prótons.
    • l, n, r, x, ps: incrível, útil, ágil, fácil, amável, éden, hífen, pólen, éter, mártir, caráter, revólver, destróier, tórax, ónix/ônix, fénix/fênix, bíceps, fórceps, Quéops.
    • ã, ãs, ão, ãos: ímã, órfã, ímãs, órfãs, bênção, órgão, órfãos, sótãos.
  • proparoxítonas - São todas acentuadas. Têm a antepenúltima sílaba tônica e, nesse caso, é a sílaba que leva acento. A vogal com timbre aberto é acentuada com um acento agudo, já a com timbre fechado ou nasal é acentuada com um acento circunflexo. É o caso de: lâmpada, relâmpago, Atlântico, trôpego, Júpiter, lúcido, ótimo, víssemos, flácido.
  • Palavras terminadas em encontro vocálico átono: podem ser consideradas tanto paroxítonas quanto proparoxítonas, e devem ser todas acentuadas. Encontros vocálicos átonos no fim de palavras tanto podem ser entendidos como ditongos quanto como hiatos. Exemplos: cárie, história, árduo, água, errôneo.
  • ditongo - abertos tônicos quando em palavras oxítonas:
    • éi: anéis, fiéis, papéis
    • éu: céu, troféu, véu
    • ói: constrói, dói, herói
  • hiato - i e u nas condições:
    • sejam a segunda vogal tônica de um hiato;
    • formem sílabas sozinhos ou com s na mesma sílaba;
    • não sejam seguidas pelo dígrafo nh;
    • não forem repetidas (i-i ou u-u);
    • não sejam, quando em palavras paroxítonas, precedidas de ditongo;
ex.: aí: a-í; balaústre: ba-la-ús-tre; egoísta: e-go-ís-ta; faísca: fa-ís-ca; viúvo; vi-ú-vo; heroína: he-ro-í-na; saída: sa-í-da; saúde: sa-ú-de.
O acento diferencial é utilizado para diferenciar palavras de grafia semelhante. É obrigatório nos seguintes casos:
  • pôde (pret. perf. do ind. de poder) - pode (pres. do ind. de poder)
  • pôr (verbo) - por (preposição)
  • têm (terceira pessoa do plural do verbo ter) - tem (terceira pessoa do singular do verbo ter)
  • Os derivados do verbo ter têm na terceira pessoa do singular um acento agudo "´", já a terceira pessoa do plural tem um acento circunflexo "^" mantém - mantêm
  • vêm (terceira pessoa do plural do verbo vir) - vem (terceira pessoa do singular do verbo vir)
  • Os derivados do verbo vir têm na terceira pessoa do singular um acento agudo "´", já a terceira pessoa do plural tem um acento circunflexo "^" provém - provêm
Casos em que o acento diferencial é opcional:
  • Acento diferencial do pretérito: chegámos (1ª pessoa do plural no pretérito - indicativo) chegamos (1ª pessoa do plural no presente - indicativo)
  • fôrma (substantivo) - forma (substantivo e verbo)





terça-feira, 22 de maio de 2012

Verdade ou Mentira ?

BRASIL UM PAIS DE TODOS ?

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Palavras de sabedoria

É bom seguir


A MAIS PURA VERDADE

Q LINDO

sábado, 19 de maio de 2012

QUE LINDO !!!!

fato veridico

quarta-feira, 16 de maio de 2012

A lista

Faça uma lista de grandes amigos,
quem você mais via há dez anos atrás...
Quantos você ainda vê todo dia ?
Quantos você já não encontra mais?
Faça uma lista dos sonhos que tinha...
Quantos você desistiu de sonhar?
Quantos amores jurados pra sempre...
Quantos você conseguiu preservar?
Onde você ainda se reconhece,
na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora...
Quantos mistérios que você sondava,
quantos você conseguiu entender?
Quantos defeitos sanados com o tempo,
era o melhor que havia em você?
Quantas mentiras você condenava,
quantas você teve que cometer ?
Quantas canções que você não cantava,
hoje assobia pra sobreviver ...
Quantos segredos que você guardava,
hoje são bobos ninguém quer saber ...
Quantas pessoas que você amava,
hoje acredita que amam você?

segunda-feira, 14 de maio de 2012

ORAÇÃO PELA MINHA MÃE

Pai, tu, sendo Deus, quiseste mostrar
entre nós tua face materna...
Por isso criaste todas as mães!

Peço-te por minha mãe,
sinal concreto e visível de teu amor entre nós.
Multiplicai os seus dias
em nosso meio!

Acompanha-a em todo riso
e em toda lágrima,
todo trabalho e toda prece,
todo dia e toda noite!

Que tua bênção cubra de luz
a vida de minha mãe para que,
inundada de ti, ela seja sempre mais
Presença do divino em minha vida. Amém!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Adjetivos

Adjetivo é a palavra que expressa uma qualidade ou característica do ser e se "encaixa" diretamente ao lado de um substantivo.
Ao analisarmos a palavra bondoso, por exemplo, percebemos que além de expressar uma qualidade, ela pode ser "encaixada diretamente" ao lado de um substantivo: homem bondoso, moça bondosa, pessoa bondosa.
Já com a palavra bondade, embora expresse uma qualidade, não acontece o mesmo; não faz sentido dizer: homem bondade, moça bondade, pessoa bondade.
Bondade, portanto, não é adjetivo, mas substantivo. 

Flexão de Gênero

Quanto a flexão de gênero, os adjetivos são divididos em dois tipos ou gêneros:
  • Adjetivos uniformes : Apresentam uma única forma para os dois gêneros (masculino e feminino). Exemplos: capaz, competente.
  • Adjetivos biformes : Apresentam duas formas para os dois gêneros (masculino e feminino). Exemplo: o homem burguês (masculino)/a mulher burguesa (feminino)
Para formar o feminino, os adjetivos levam a vogal -a no final do adjetivo e para formar o masculino eles levam a vogal -o no final do adjetivo. Exemplo: criativo (masculino)/criativa (feminino). Pode haver exceções, como no caso dos masculinos terminados em -eu, que podem fazer o feminino em -eia (europeu, europeia).

Flexão de Número

O adjetivo flexiona-se no plural de acordo com as regras existentes para o substantivo.
  • Nos adjetivos compostos, como regra geral, só o último elemento vai para o plural. Exemplo: poemas herói-cômicos
Há exceção para o adjetivo surdo-mudo, que faz o plural surdos-mudos.
  • Não há variação de número nem de gênero para os seguintes casos:
    • adjetivos compostos com nome de cor + substantivo: olhos verde-mar
    • adjetivo azul-marinho: calças azul-marinho
    • locuções adjetivas formadas pela expressão cor + de + substantivo: chapéus cor-de-rosa
    • os substantivos empregados em função adjetivas quando está implicita a ideia de cor: sapatos cinza
Regras para flexão de número para adjetivos compostos
  • Nos adjetivos compostos, só o último elemento vai para o plural
Exemplos:
  • lente côncavo-convexas
  • Nos adjetivos cores, eles ficam invariáveis quando o último elemento for um substantivo
Exemplos:
  • papel azul-turquesa/papéis azul-turquesa;
  • olho verde-água / olhos verde-água